Aldeias Históricas de Portugal, Alentejo, Castelos & Fortalezas, Fotografia, História, Paisagem & Natureza, Portugal (Terras), Roteiros Fotográficos, Viagens

À Descoberta do Castelo de Belver: um “Guerreiro de Pedra” singular do Alto Alentejo…

O Alentejo é uma antiquíssima região portuguesa valorizada pelo seu património natural e edificado. Para os amantes do turismo cultural, de natureza e do turismo militar, o Alentejo é uma boa opção de visita que combina actividades de lazer,natureza e culturais com o descanso. Durante o meu roteiro fotográfico pela região do Alto Alentejo, no sul de Portugal,  tive a oportunidade de visitar a aldeia de Belver, um dos “tesouros naturais e edificados” do Rio Tejo.

CasteloBelver (1)

Belver. Uma motivação antiga. Há muito tempo que “cogitava” para visitar esta aldeia,  com quase mil habitantes (censos 2001),  e o seu “guerreiro de pedra” que domina a paisagem em redor. Para mim, esta “Sentinela do Tejo” é um dos mais belos castelos medievais de Portugal. Infelizmente, não é tão conhecido como o “turistico” Castelo de Almourol. Não tanto pela sua arquitectura militar, de planta circular, com capela no interior, mas pela sua envolvente paisagística. Pela localização estratégica,num altaneiro morro sobranceiro ao Tejo, este Castelo foi o primeiro a ser construído no séc. XII pela Ordem do Hospital, reinava D. Sancho I. O seu objectivo era prevenir novas incursões mulçulmanas a norte do Tejo, quando este rio era a fronteira entre duas civilizações: a cristã e a muçulmana.

Belver (13)

Um elemento diferenciador na paisagem – o castelo: «Presentes de norte a sul do território português, os castelos e as cinturas de muralhas que serviram um dia para proteger vilas e cidades são, ainda hoje, testemunhos vivos de um dos períodos mais fascinantes e ricos da História de Portugal», como afirma o Historiador Miguel Gomes Martins no seu recente livro “Guerreiros de Pedra“. Trata-se de uma obra fundamental para a compreensão histórica e da arquitectura militar na Idade Medieval Portuguesa, dando-nos  a conhecer o quotidiano, os pormenores militares e acontecimentos mais marcantes que desempenharam na História de Portugal.

Belver (1)

Para além da visita ao Castelo de Belver, recomendo uma visita ao Museu do Sabão, nas proximidades do centro da aldeia. O projecto museológico está numa antiga Escola Primária do Estado Novo recuperada do abandono, no qual através de uma experiência interactiva – física e visual, podemos fazer uma viagem pelo tempo sobre este produto de primeira necessidade, bem como da memória colectiva dos Saboeiros de Belver.

Belver (3)

A poucos quilómetros da aldeia de Belver, tive a oportunidade conhecer o Alamal, localizado no concelho de Gavião, no Alto Alentejo, com a sua praia fluvial pitoresca e com uma envolvente paisagística do Rio Tejo/Castelo de Belver ímpar. Mais tarde,  fiquei a dormir no Alamal River Club. Trata-se de uma unidade de alojamento local (ex-Inatel), recentemente recuperada por um jovem casal, a  Catarina e o Henrique. Destaco a  qualidade do projecto turístico, situado numa área com enormes potencialidades dos amantes do turismo ligado a actividades de natureza, cultura e desportos náuticos .

Belver (6)

Um dos ex-libris do Alamal, para além da excelente praia fluvial, são os passeios de barco no Tejo organizados pelo Carlos do Bar/Restaurante da Praia do Alamal. Recomendo um passeio para contemplar as belas paisagens do Vale do Tejo. No meu caso particular,optei por realizar um passeio, em ritmo de treino, de canoagem (6€/hora).

O melhor do Alentejo não está no GPS…

Belver (4)

Sabem uma coisa? Nada como sair do quotidiano agitado de uma grande cidade. Deixar a rotina de um trabalhador-comum à frente do computador, pegar na máquina fotográfica, no mapa, no telemóvel e ir para o terreno. Ir fazer o trabalho de “campo” como costumo dizer. Para mim,o lugar de um fotógrafo é lá fora. Melhor ainda se o roteiro fotográfico implicar uma agenda ligada ao património histórico-cultural. Deixo-vos alguns dos locais que visitei neste roteiro fotográfico pelo Alentejo…

Viaje,mas devagar. Aventure-se Além do Tejo! E descubra-se.

Como chegar

Se pretender ir de Gavião para Belver ou Mação, deverá seguir pela EN118 até Alvega, seguir pela EN358 de Alvega até Mouriscas e pela EN3 de Mouriscas até Mação e prosseguir até Belver e inverso.

Onde comer

Neste particular, optei por levar “almoço-volante”. Uma expressão que era utilizada nos Escuteiro, quando traziamos comer de casa ou do supermercado para o almoço. É opção mais económica para um viajante andarilho. Todavia, poderá optar pelos restaurantes locais na aldeia de Belver e na Praia do Alamal  que, estou certo,poderão ter boas sugestões gastronómicas regioanais.

Onde ficar

No que toca ao alojamento, optei pelo Alamal River Club, em Gavião, localizado próximo de Belver. Este espaço hoteleiro é uma boa opção para quem gosta do conceito de viajar com tempo,com calma e que queira fazer actividades ligadas ao Turismo de Natureza. Importa referir que o alojamento contam com serviço pequeno almoço.

Alamal River Club

MORADA: Praia Fluvial do Alamal 6040-060, Gavião, Portalegre
TELEFONE: +351 241 638 000
FAX: +351 241 638 009
EMAIL: geral@alamalriverclub.com
FACEBOOK: Alamal River Club

Para mais informações:

Roteiro pelos Castelos do Alto Alentejo

Turismo do Alentejo

Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos

Junta Freguesia de Belver

Direção Regional de Cultura do Alentejo

Castelo de Belver (História)

Alamal River Club

Castelo de Belver (Informação)

Localização Geográfica: 39.4953995,-7.9579639 (ver no mapa)
Telefone: +351 266769450+351 965501477

HORÁRIO:

Terças, quartas, quintas e sextas: das 10:00h às 13:00h e das 14:00h às 18:00h
Sábados, domingos e feriados
: das 14:00h às 18:00h
Descanso Semanal: Segundas feiras

PREÇOS:

Bilhete Normal: 2,00€

Jovens entre os 15 e os 25 anos, portadores de cartão jovem, portadores de deficiência, adultos com mais de 65 anos e professores: 1,00€

Crianças até aos 14 anos: Entradas livres

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações, dicas e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. O Blogue OLIRAF não poderá ser responsabilizado pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

linhagraficaALL-oliraf-03

Texto: Rafael Oliveira  | Fotografia: Oliraf Fotografia

Follow me: @oliraffotografia on Instagram | Oliraf Fotografia on Facebook

Fotografia•Viagens•Portugal © OLIRAF (2016)

Contact: oliraf89@gmail.com

Anúncios
Standard

One thought on “À Descoberta do Castelo de Belver: um “Guerreiro de Pedra” singular do Alto Alentejo…

  1. Pingback: 🌎 Best of Blogger Trips 2016 by Oliraf Fotografia 📷 | OLIRAF

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s